Galeria Fotográfica, Biodiversidade dos Açores

Mudar para, English Español

Galeria / Espécie do mês de Outubro 2012

 

Nome comum: Térmita das árvores; Térmita de pescoço amarelo

Estatuto de conservação: Não se encontra listada

Endémica dos Açores: Não

Distribuição: Esta espécie tem uma distribuição paleárctica ocorrendo em todas as zonas europeias mediterrânicas, Norte de África e Ásia Menor. Nos Açores esta espécie ocorre nas ilhas de S. Miguel, Terceira e Faial. Encontra-se principalmente nas zonas costeiras onde as temperaturas são mais amenas

Morfologia: As Ninfas (com tamanho entre 4 a 6 mm de cor branca ou creme), as larvas (translúcidas e menores que as ninfas), os soldados(esbranquiçado, com cabeça castanha proeminente e mandíbulas fortes, com 8 mm de comprimento). Os adultos podem atingir os 8-10 mm de comprimento com uma envergadura de cerca de 20 mm. A cor do seu corpo varia entre o amarelo pálido e castanho claro. O pronoto é amarelo (o que atribui o seu nome em Latim flavicollis, que significa pescoço amarelo), enquanto as antenas e restante corpo são castanho claro. O macho (Rei) e a fêmea (Rainha) têm um corpo mais quitinoso, além de dois pares de asas membranosas, longas, estreitas e escuras, essenciais para o voo nupcial

Habitat: Várias espécies de árvores:Lagerstroemia indica (Extremosa), Nerium oleander (Loendro), Prunus dulcís (Amendoeira), Ulmus minor (Olmo), Pinus pinea (Pinheiro Manso), Platanus hybrida (Plátano), Ficus carica(Figueira), Olea europaea (Oliveira), Celtis australis (Ginginha-do-rei), Populus nigra (álamo-negro),Cydonia oblonga (Marmeleiro), Prunus cerasifera (Ameixieira),Tamarix africana (Tamargueira),Vitis sp.(Videiras), etc. Ocorre também em madeira aplicada com elevado teor de humidade

Alimentação: Madeira húmida (Árvores vivas ou madeira aplicada)

Importância económica: Esta espécie é uma praga que causa sérios problemas económicos nas vinhas no sul de Espanha e Portugal

Referências:http://www.azoresbioportal.angra.uac.pt;http://sostermitas.angra.uac.pt/; Nobre,T.,Nunes,L.(2001).Preliminary assessment of the termite distribution in Portugal. SilvaLusitana 9(2), 2001, p. 217-224.

Responsável: Orlando Guerreiro
Retroceder

Habitat

Espécies

Kalotermes flavicollis Kalotermes flavicollis Conhecer
Web Development (C) Via Oceânica 2010