Galeria Fotográfica, Biodiversidade dos Açores

Mudar para, English Español

Galeria / Ficha do mês de Novembro 2012

 

Nome comum: Cagarro

Endémica dos Açores: Não

Estatuto de conservação: NT

Distribuição: A subespécie Calonectris diomedea borealis nidifica nas ilhas do Atlântico Norte (Açores, Berlengas, Canárias e Madeira). Nos Açores nidifica em todo o arquipélago, com as primeiras aves a chegarem a partir de Março e com os últimos indivíduos a deixarem as colónias de nidificação em Novembro. Estima-se que a população nidificante açoriana representa 65% da população mundial da subespécie

Morfologia: Possui tamanho semelhante ao de uma gaivota-de-patas-amarelas, mas com as asas mais compridas e arqueadas, proporcionando-lhe um voo característico, deslizante e planado, junto à superfície. As partes superiores são castanho-acinzentadas e a garganta, peito, ventre e interior das asas são brancos

Habitat: Ave marinha essencialmente pelágica tolera ventos fortes e águas agitadas. Nidifica em ilhas e ilhéus isolados numa tentativa de se livrar de predadores terrestres. As principais ameaças para esta espécie para além do Homem são os ratos, gatos e outros predadores, que capturam as suas crias. Os ninhos localizam-se em fendas nas escarpas, buracos de muros e cavidades naturais no solo. Alimentam-se no mar, essencialmente em zonas oceânicas que podem provavelmente estar associadas a zonas de baixios, montes submarinos ou upwellings. Descansam no mar, durante o Inverno e quando não estão a incubar

Alimentação: A dieta alimentar é essencialmente constituída por peixes, cefalópodes e crustáceos, alimentando-se provavelmente durante a noite (Cramp & Simmons 1977)

Curiosidades: Esta ave possui um canto muito peculiar, inconfundível

Referências: www.avesdosazores.wordpress.com/aves-dos-acores/especies-nidificantes-marinhas/cagarro

Responsável: Nuno Bicudo da Ponte
Retroceder

Habitat

Espécies

Calonectris diomedea borealis Calonectris diomedea borealis Conhecer
Web Development (C) Via Oceânica 2010